top of page
fundo preto

O Caso Escola Base




Na década de 90 donos de uma escola infantil de São Paulo foram acusados de abuso sexual contra crianças de quatro anos. A denúncia foi feita pelas mães das vítimas e a condenação pela mídia, pela justiça e pela opinião pública, antes mesmo que os acusados fossem ouvidos ou julgados. A série documental O Caso Escola Base relata a história de um massacre midiático sem precedentes na história do jornalismo e da justiça brasileira.



O ano era 1994. Mês de março, véspera da Semana Santa. A 6 DP de São Paulo, localizada no bairro da Aclimação, recebeu uma denúncia vinda de duas mães de alunos da Escola Base, Lúcia e Clea. Seus filhos de quatro anos relataram que sofreram abuso sexual praticado pelos proprietários da escola Icushiro Shimada, sua esposa Maria Aparecida Shimada, Paula Milhin, e pelo perueiro Maurício Monteiro De Alvarenga, marido de Paula.

Depois de feita a denúncia e descontentes com a demora da investigação, essas mães optaram por procurar a imprensa que, acolhida pelas informações fornecidas pelo delegado Edélcio Lemos, fizeram desse caso um marco na imprensa Brasil, até hoje discutido na cadeira de ética das universidades de jornalismo e direito.

Produzida pela Mistika Produções em coprodução com a Fontenelle Filmes, a série documental de quatro episódios tem sua estreia prevista para o segundo semestre de 2022.

A série será contada a partir dos depoimentos dos principais personagens do evento.

Paula Milhin, a única proprietária da Escola Base que ainda está viva, nos conta como sua vida foi transformada a partir daquele dia. Relatos exclusivos e emocionados dela e de suas filhas Marina e Mariana nos apresentam com toda dimensão as consequências de uma apuração.

A série não se preocupa em buscar culpados ou fazer julgamentos e sim, gerar uma reflexão sobre a responsabilidade de todos nós ao divulgar uma informação. Para isso, alguns capítulos foram construídos a partir do ponto de vista dos próprios jornalistas que na época cobriram o caso para os mais diversos veículos e que viram, nesse projeto, uma oportunidade de falar sobre a importância e os cuidados que a profissão deveria ter.

No momento em que, o mundo vive uma crise de informação através das Fake News que inundam as redes sociais e são compartilhadas diariamente, a série se propõe acima de tudo a ser um exercício de empatia a fim de chamar a atenção para a responsabilidade de cada um de nós dentro da sociedade.



Produção: Ariadne Mazzetti, Marcelo Siqueira, Paulo Henrique Fontenelle

Direção: Paulo H. Fontenelle

Produção Executiva: Ariadne Mazzetti , Lia Pini

Direção de Fotografia: Arnaldo Mesquita

Roteiro: Clarice Saliby, Paulo H. Fontenelle



bottom of page